quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Dúvidas frequentes na interpretação de um resultado.

São frequentes as dúvidas colocadas por quem realizou o teste vitaloNUTRI ou de intolerâncias alimentares. Hoje, deixamos aqui um exemplo real; ou seja, as questões colocadas por um cliente e as respostas da nossa nutricionista de seguida:

1- Qual a diferença entre estes 2 alimentos? Podem especificar?
Carne de vaca ... (-11 %)
Carne bovina ... (-51 %)

2 – Não é a mesma coisa?
Galinha ... (-4 %)
Frango ... (-40 %)

3-  O que se entende por sêmola de trigo? Que tipo de alimentos não devo consumir? Sêmola de trigo é o principal componente de tudo o que é massas ( esparguete, massa, couscous, bulgur), e a esses alimentos não foi assinalada intolerância. 
Sêmola de trigo ... (-112 %)
Germe de trigo ... (-48 %)
Massa de lasanha ... (-21 %)
Massa italiana, sem ovo ... (-17 %)
Bulgur ... (5 %)
Trigo, inteiro ... (12 %)
Massa, com ovo ... (12 %)

4- Que tipo de Sangria é considerada? Há muitas variedades (v.tinto,v.verde,espumante, frutos vermelhos). No entanto para nenhum dos vinhos assinalada intolerancia


Sangria ... (-189 %)
Vermute ... (42 %)
Vinho doce ... (35 %)
Vinho espumante / champanhe, meio seco ... (30 %)
Vinho branco, meio seco ... (-4 %)
Verdinho, Maria-mole  ... (-13 %)
Vinho tinto ... (-16 %)
Lambrusco Rosé ... (-16 %)

1- A carne de vaca refere-se à vitela, pelo que não apresenta intolerância e pode consumir. Por outro lado, a carne bovina refere-se mesmo a carne bovina (vaca/boi) e como apresenta uma percentagem de -51%, referente a uma intolerância grande deve evitar este alimento. 
2- O frango refere-se ao habitualmente comprado (dito do aviário) e como apresenta um valor de -40%, referente a uma tendência para a intolerância deve moderar o consumo deste alimento. Já a galinha refere-se aos caseiros e a este alimento não apresenta intolerância pelo que pode consumi-lo sem qualquer problema.
3- A sêmola de trigo é um cereal derivado do trigo duro e tal como refere está presente na composição da maioria das massas. Deste modo, como apresentou uma intolerância muito grande à sêmola de trigo (-112%) não devem ser consumidos esses subprodutos apesar de não ter sido apresentada intolerância no teste, isto porque o principal ingrediente que dá origem a estes alimentos apresentou intolerância. Tal pode acontecer pois o teste analisa o alimento como um todo e não tendo em conta cada ingrediente que o alimento tem. Por isso, se refere quando se está a realizar o teste, por exemplo no caso dos pães, bolachas e tostas, que apesar de alguns não terem dado intolerância os resultados ainda podem ser diferentes pois ainda se vão analisar as farinhas e os cereais/glúten. Podendo dar o exemplo da espelta, apesar do pão de espelta estar recomendado (50%), o consumo desse pão deve ser moderado pois apresenta tendência para ser intolerante à farinha de espelta (-42%). 
Assim sendo, e especificando a parte do trigo, trigo, inteiro refere-se ao cereal sem sofrer qualquer tipo de processamento e utiliza-se o resultado a este alimento para analisar a questão do glúten, juntamento com a cevada, o centeio e aveia inteiros. Como não apresentou intolerância ao alimento em questão (12%) não tem problema com o cereal em si, mas pode ter com algum subproduto, tal como referido anteriormente (como o caso da sêmola de trigo). Relativamente aos subprodutos do trigo, nomeadamente farelo de trigo (25%), farinha de trigo (20%), farinha de trigo integral (13%) não apresentam intolerância pelo que alimentos com estes ingredientes podem ser consumidos, com exceção do pão de forma de trigo (-36%) e do pão branco (-76%) pois a sua composição total apresenta alguma intolerância e devem ser moderados e evitados, respetivamente. No gérmen de trigo (-48%) aplica-se o mesmo que na sêmola de trigo e portanto o consumo deste alimento/ingrediente deve ser moderado.
Dando então algumas alternativas, pode consumir massa sem glúten, nomeadamente de milho ou de arroz. Também existe couscous de milho e de arroz e não apenas de trigo. Podem encontrar-se estes produtos nos supermercados habituais (principalmente os que têm superfícies maiores) na parte dos produtos dietéticos ou em lojas de produtos naturais/biológicos como é exemplo o Celeiro. 
4- Tal como referi anteriormente, o teste não analisa os alimentos tendo em conta cada ingrediente que o alimento tem, mas sim tendo em consideração a composição final do alimento. Deste modo, não precisa necessariamente de ser intolerante a algum tipo de vinho para ser intolerante à sangria pois a sangria para além do vinho leva outros ingredientes que vão desde fruta, a açúcar/xarope de açúcar, passando por outras bebidas alcoólicas além do vinho/espumante, dependendo muito dos locais que as fazem. Assim, a composição final da Sangria é que apresenta uma intolerância muito grande (-189%). Relativamente ao tipo de Sangria considerada, esta refere-se a todos os tipos pois a frequência transmitida para esta bebida é uma média de vários tipos.

Aproveito para referir que variando um pouco a composição e/ou processamento que o alimento sofre a forma do organismo metabolizar o alimento também é diferente, o que justifica o facto de dentro de um grupo de alimentos similares, o resultados poder ser diferente.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Intolerância alimentar:até que ponto conhece o seu corpo?

A questão da intolerância alimentar é cada vez mais recorrente e associada ao mundo da dietética. A procura de um estilo de vida saudável, que se reflita por dentro e por fora, faz parte dos objetivos de praticamente toda a gente. A aliar à prática regular de exercício físico, uma dieta equilibrada ajuda a fazer toda a diferença. No entanto, a questão que se coloca é: o que é uma dieta equilibrada? E se estivermos a ingerir alimentos aos quais somos intolerantes? Ou, por outro lado, e se estivermos a privar o nosso organismo de nutrientes essenciais para o seu bom funcionamento?
Mas afinal, o que é a intolerância alimentar? De acordo com Ana Delindro, nutricionista na Clínica S. Dâmaso, em Guimarães, a intolerância alimentar pode definir-se como “uma resposta adversa do organismo à ingestão de determinados alimentos, que
Mas afinal, o que é a intolerância alimentar? De acordo com Ana Delindro, nutricionista na Clínica S. ...
- See more at: http://begin.media/?articles=intolerancialimentar#sthash.Uo4GCCeD.dpuf

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Notícia - O meu filho fez o teste e nunca mais teve diarreias

Notícia - O meu filho fez o teste e nunca mais teve diarreias:

Elizabete Esteves da Trofa procurou-nos no Verão com o objetivo de perceber a origem dos sintomas que o filho, Gonçalo, tinha constantemente. Diarreias, arrotos foram alguns dos desconfortos que levou a mãe a pensar que alguma coisa não estava bem na alimentação do filho. Realizado o diagnóstico de intolerâncias alimentares, foram identificados os alimentos que o Gonçalo tinha dificuldade em digerir - ou seja, era intolerante. Seguindo os conselhos da nutricionista da Wellnutri, o menino conseguiu melhorar rapidamente. Com o empenho da comunidade escolar, também a alimentação do Gonçalo na escola foi alterada por forma a melhorar o seu bem estar o que se verificou recentemente e, com sucesso.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Uma bela Experiência em Nutrição

 Daqui fala a Osa, mas qual delas...
Testemunho da cliente Cristina Ribeiro


Nos dias que correm (literalmente), toda a gente quer perder peso.
E quase sempre a qualquer custo!
Eu encontrei um aliado perfeito para me focar no meu objectivo em voltar "à forma"!
Perceber o que o meu corpo tolera, além  de saber o que comer!

Por isso vou contar a bela experiência que vivi ontem!
Fui fazer um Teste de Intolerância Alimentar, realizado pela Wellnutri, na Farmagueda, uma Parafarmácia em Águeda, como de resto o nome indica.
Foi uma total surpresa para mim, pois pensei que iria para lá provar (literalmente) alimentos...
E assim saberíamos a resposta do meu corpo. 
Só que não!

Eu, assim como a maior parte das pessoas, esqueço-me que o que manda é a cabeça, ou melhor o cérebro.
E este sim, é que manda as respostas aos estímulos que vamos recebendo.
Sendo assim, passo a explicar como é realizado o Teste.

Foi me colocada uma espécie de pulseira no pulso esquerdo e uns auscultadores nos ouvidos e coloquei as mãos de forma a que os polegares ficassem juntos.
Agora estava pronta para receber os alimentos...

Foram me dados estímulos através de uma caneta (tipo sensor) nos polegares.
Foi me explicado que isto iria dizer ao cérebro que alimento se tratava e este mandaria uma resposta em forma de energia através dos auscultadores.
Assim, SIMPLES, sem DOR!
Foram avaliados 250 alimentos, os chamados "de tradicionais", ou seja o que normalmente toda a gente costuma conhecer.
Pois existe também um teste que testa mais de 500 alimentos.
Jasusss nem sabia que existia tantos alimentos!!!

Claro que como tudo na vida, este método não tem 100% de eficácia, tem uma margem de 5% de erro.
E depois existem aqueles alimentos que não conhecemos e que não se devem ter em conta esses resultados, pois estarão errados com certeza!

Fiquei a saber que a nossa intolerância pode-se dever a dois aspectos,devido à falta de enzimas ou por saturação, sendo este segundo fácil de contornar, basta dar um descanso ao corpo desse alimento em questão.
Soube também que ao longo da vida as nossas intolerâncias podem mudar, ou seja, hoje posso não ser intolerante e amanhã já o ser e vice-versa.
(Espero não estar a dizer nenhuma asneira!!!!!)

Vou só dar uns exemplos das minhas "Imcompatibilidades muito grandes":
  • Cabrito (realmente nunca apreciei muito)
  • Sardinhas ( tenho a desculpa perfeita para não as comer agora)
  • Gin ( realmente eu sempre soube, nunca nos demos bem!!!)
Depois tenho alguns a evitar e outros a moderar o seu consumo.

Mas como me foi dito, se houver algum alimento que esteja na lista a "vermelho" e que goste muito, posso deixar de o comer durante 3 meses e tentar perceber se é Intolerância por Saturação.
Se não, é para Esquecer.

Tudo isto foi-me explicado na hora.
Sim, os resultados são na hora.
Com os relatórios feitos e prontos para me orientar em casa.

Agora, vou confessar que ao inicio este método foi estranho...hum...estímulo gera energia que por sua vez envia uma resposta...hum.

Só que verdade seja dita, nós SOMOS ENERGIA.

Por isso, ainda bem que tecnologias como esta estão cada vez mais a ser introduzidas na nossa realidade.

E se ficássemos por aqui, já estaria satisfeita.

Só que depois sou surpreendida com uma consulta de Nutrição.
Onde fui pesada, medida e aconselhada, mediante a minha realidade e objectivos, a melhor alimentação a seguir.
E assim vi realmente a importância do complemento que o Teste de Intolerância da Wellnutri faz.

Não é só reduzir os alimentos "gordos", é também perceber o que o nosso corpo digere bem para poder responder melhor aos nossos apelos...
"Corpinho,vá lá fica mais pikeno!!!! "


A Profissional Susana Pinto, que é Dietista foi a pessoa que me acompanhou nesta aventura.
Tenho que agradecer e destacar a sua dedicação e principalmente o seu profissionalismo que demonstrou.
Fiquei maravilhada a ouvi-la.
É muito bom termos alguém que saiba o que está a fazer, para nos transmitir segurança.
Bravo!

Deixo-vos com um link para um vídeo que mostra como se faz o teste:


 P.S- A Wellnutri faz Testes de Intolerância Alimentar em vários pontos do país, é só contactar para saber o local mais apropriado para si!

terça-feira, 21 de junho de 2016

VitaloMED, o diagnóstico preventivo


Este diagnóstico alia o poder da medicina holistica às novas tecnologias. Tem como objetivo prevenir a doença e detetar perturbações de saúde. Através dos princípios da Medicina Tradicional Chinesa, consegue avaliar a energia que flui no corpo e, assim, diagnosticar distúrbios muitas vezes causados por vírus, bactérias, fungos, parasitas, agentes tóxicos e/ou problemas psíquicos.

Como funciona

No corpo humano todas as informações são gravadas no sistema nervoso somático e no sistema nervoso visceral. O sistema prognos usado pelo vitaloMED detecta desequilíbrios no sistema visceral e somático e a condição dos orgãos através da medição dos pontos dos meridianos na pele, prevenindo, assim, quadros patológicos.

Um bloqueio na energia dos seus meridianos por um longo período de tempo podem levar a perturbações físicas ou psicológicas. Com a ajuda deste sistema, verificamos o estado da sua energia e os seus défices. O sistema deteta alterações nos meridianos ou orgãos de modo a permitir uma intervenção terapêutica e evitar desenvolvimentos mais profundos no organismo..

Como avaliamos

Este sistema foi utilizado durante cerca de 15 anos pelos astronautas russos, até que em 1994 a empresa alemã MedPrevent Systems obteve a licença para a sua utilização; hoje, depois de muitos e regulares atualizações, é um método de alta tecnologia para proteger a sua saúde e bem estar.

Durante o diagnóstico, a leitura da sua informação pessoal é comparada com a base da dados do sistema, que possui mais de 12 milhões de medições a variados estados de saúde. É fornecido ao terapeuta gráficos detalhados de modo a compreender o seu estado de saúde. O sistema oferece também sugestões sobre a melhor terapia ou suplemento natural para a respectiva situação.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Prestação de serviços em Farmácias e Clínicas de Saúde.

A Wellnutri é a empresa habilitada em Portugal para prestar formação sobre o #vitaloNUTRI, equipamento de #intolerâncias #alimentares desenvolvido e comercializado em tudo o mundo pela empresa alemã #Medprevent Systems. Enquanto representante e distribuidor desta marca, a wellnutri é responsável pela venda destes equipamentos de saúde e presta acompanhamento aos seus clientes.
Para além de vender, a Wellnutri oferece também a possibilidade de alugar este equipamento possibilitando aos espaços de saúde, farmácias e Clínicas a realização do exame sem necessidade de realizar investimento na sua compra. A formação é prestada pela wellnutri aos seus colaboradores sem custos.
Peça mais informação: geral@wellnutri.pt ou 93 6959706